Prólogo - parte 1

Author: Luan F. Bittencourt / Marcadores:

Numa cidade ao leste de Aerandir, aconteceria uma festa à noite. A festa de comemoração do aniversário da princesa seria realizada no castelo de Edran, uma grande cidade com belas construções de mármore e blocos de pedra. Os jardins floridos davam mais beleza à capital. A princesa completava os seus dezoito anos. O rei Ardon, um homem de meia idade com cabelos castanhos claros e dono de uma barba bem cuidada, pretendia preparar a melhor festa possível para agradar a sua filha.
─ Mandem alguns guardas proteger a entrada do castelo. ─ ordenou o rei Ardon a dois guardas que estavam em sua sala ─ Não quero que nada atrapalhe este dia. ─ imediatamente os guardas saíram da sala. ─ E você, ─ disse o rei apontando para o mensageiro real ─ diga a minha filha que ela use o colar do qual a presenteei. ─ o mensageiro acenou positivamente com a cabeça e andou a passos largos em direção ao quarto da princesa, que se arrumava para a grande festa.
Na entrada do castelo estavam três guardas, um que já estava lá, e os outros dois foram mandados pelo rei.
Tarde da noite, quando não havia mais ninguém nas ruas da cidade, a festa dava início no castelo. Em seu quarto, a princesa ainda se preparava enquanto seus convidados chegavam e a esperavam ansiosamente para lhe dar os parabéns.
Algumas horas se passaram. Um dos guardas avista um vulto passando rapidamente por uma das belas casas da região. Novamente o vulto aparece no outro lado, e os guardas ficam atentos. Repentinamente um homem encapuzado pula próximo a um dos soldados abrindo sua mão magra e pálida na sua direção, e disse com a sua voz rouca:
─ Narvetz! ─ O soldado que estava à sua frente parou de se mover rapidamente e caiu no chão da mesma posição que estava. Ele havia sido paralisado por uma magia do pardo.
O outro guarda ficou espantado. Aproveitando o momento, um outro pardo pulou, pegou a sua espada e enquanto caia, a enfiou no pescoço do soldado paralisado. Ele limpou o sangue no seu grande manto marrom e escalaram as muralhas do castelo.
As criaturas lançavam magias em todos os soldados que aparecia na sua frente, a mais usada era para paralisar. Nisso, eles chegaram à frente dos portões do grande castelo.
─ Vamos, vamos! ─ disse um dos pardos com uma voz rouca e trêmula.
Enquanto eles se aproximavam do portão do castelo, dois guardas que protegiam a entrada percebem a chegada dos seres soturnos e um foi chamar reforços. O que ficou desembainhou a sua espada e enfrentou os homens. Um dos pardos pulou sobre o soldado tirando a sua espada da bainha e preparando um ataque. O soldado se distraiu e então, outro pardo, puxando sua espada longa, cortou sua garganta, que logo caiu no chão com a mão no pescoço, pretendendo estancar o sangue. Os homens encapuzados deram risada, mas logo olharam para o portão aberto. Quatro deles subiram as grandes escadas do castelo enquanto o outro ficou fora, esperando na entrada. Os quatro homens encapuzados subiram os degraus. No final da escadaria, depararam-se com um corredor imenso com quase quinze metros de comprimento, e em cada parede, jaziam cinco portas e outra no seu término.
─ Olhem em todas as portas. ─ disse um dos homens.
Cada pardo se direcionou a uma porta.
Alguns minutos se passaram e um pardo saiu de uma das portas e disse:
─ Não está aqui! Vamos subir mais.
Os outros homens acenaram positivamente com a cabeça e então subiram as escadas....

Continua....

10 comentários:

Gabriel disse...

Gente ficou muito legal,muito legal mesmo.Gostei muito da parte 1.Mal posso esperar pela parte 2

Polyy Lima disse...

Nossa que legal .. você pensou em tudo, até o mapa de onde se passa o história .. parabéns pela criatividade ...

Ow vc pensa em fazer disso um livro?
Seria muito legal ;)
eu concerteza compraria, pois adoro ler esse tipo de romance ... bom vou te seguir e terminar de ler, para entender tdo sobre a história .. e mais uma vez parabéns

Luan F. Bittencourt disse...

Muito obrigado Gabriel e Polyy!
E respondendo a sua pergunta Polyy, ainda não pensei em enviar para alguma editora, mas quem sabe no futuro eu não faça isso? ^^
Ah, só para lembrar, atualizações de Sexta feira à Domingo.

Rafael disse...

Legal a História

Bruno Sass disse...

ficou legal, confesso que tive um pouco de preguica de comecar, mas depois ficou bacanaa! se pudeer: http://brunosass.blogspot.com/

Marton Olympio disse...

tenhoq ue ler o resto, acho, para entender o fio da meada.
mas tenho uma sensação de dejavu.

abs!

http://martonolympio.blogspot.com/

: !srael : disse...

O template é perfeito! ^^

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

adorei tudo
tudo mesmo!
parabens pela criatividade.

Luan F. Bittencourt disse...

Muito obrigado pelos elogios, e é assim que me motiva a melhorar a cada post! =D

Mich disse...

Liiindo template, boa sorte como escritor!!!!! Acredite no que você faz!!! VLW

Postar um comentário